Tempo E Contratempo

TEMPO

Na terminologia musical, tempo é o nome dado à pulsação básica subjacente de uma composição musical qualquer. Cada “clique” do metrônomo corresponde a um tempo. Os tempos se agrupam em valores iguais e fixam-se dentro de divisões das pautas musicais conhecidas como compassos.

Os tempos, em música, estão diretamente relacionados com a pulsação da música, e não ao som em si, por este motivo uma pausa temporal numa partitura também possui a sensação e o valor de duração de tempo e por isto é considerada um tempo, ou parte da unidade do tempo.

O tempo musical organiza, independente de ritmo, ou de qualquer outra propriedade da música ou do som, o acontecimento sonoro, ou seja, o espaço entre um som musical (seja qual for) e o próximo som musical ou ausência deste. A propriedade que explica este fenômeno sonoramente é a duração, mas este termo não se completa musicalmente visto que o tempo musical depende, além da duração de sons ou pausas (ausência de sons) do intervalo entre estes. Além disso, o tempo define quando a música começa a existir e quando ela encerra. Para mais facil compreender, podemos relacionar o tempo musical com o próprio conceito de tempo, com a idéia de ritmo, e com a idéia de andamento.

CONTRATEMPO

Na música, contratempo é um deslocamento do acento métrico natural do compasso.onde o acento que seria no tempo forte (naturalmente) acontece no tempo fraco através de um sinal de dinâmica como o sforzato. Outra maneira de caracterizar o contratempo é com o uso de ligaduras de portamento nos locais devidos que desloquem a métrica.

Vale reforçar que contratempo não é síncope.

No caso do sforzato, a nota é acentuada e desloca o forte (para o lugar do fraco). No caso da ligadura, a nota de onde parte a linha recebe mais acento que a seguinte.

Tempo e contratempo em um solo de bateria

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License